*** em construção ***



sexta-feira, 10 de setembro de 2010

O SUCESSO A QUALQUER PREÇO - 1992


Título Original: Glengarry Glen Ross
Direção: James Foley
Produção: Jerry Tokofsky
Roteiro: David Mamet, baseado em peça teatral de David Mamet
Gênero: Drama
Origem: EUA
Ano de lançamento: 1992
Música: James Newton Howard
Fotografia: Juan Ruiz Anchía
http://www.imdb.com/title/tt0104348/ - 7.9 /10


Sinopse:

Chicago. Os tempos estão difíceis para os corretores de imóveis de Glengary Glen Ross, submetidos a uma competição feroz imposta pela direção da firma, onde os vencedores são promovidos e os perdedores, demitidos. Nessa mentalidade de negócios predatória, valores individuais e comunitários, como a confiança, a amizade, a lealdade e a verdade, são corrompidos e se subvertem, diante da necessidade de sobrevivência, ou do sucesso a qualquer preço.


Elenco:

Al Pacino - Ricky Roma
Jack Lemmon - Shelley Levene
Alec Baldwin - Blake
Alan Arkin - George Aaronow
Ed Harris - Dave Moss
Kevin Spacey - John Williamson
Jonathan Pryce - James Lingk




O Sucesso a Qualquer Preço, de James Foley, é uma pequena pérola dos anos 90. Um filminho amargo que chama a atenção pelos diálogos e pelo elenco excelente, todo masculino.

O filme se passa durante uma noite e a manhã seguinte, quando um grupo de vendedores de imóveis precisa se virar para terminarem bem na disputa criada pela própria empresa. De estrutura quase teatral (é baseado numa peça do próprio roteirista), se resume a conversas entre os personagens (basicamente em dois ambientes: o escritório onde trabalham e um bar) e suas tentativas fracassadas de vendas. Sendo assim, texto e elenco devem ser muito afiados (e são) para manter o espectador interessado.

Tem sido comum nos últimos anos filmes que abordam a perversidade que surge das estruturas do mercado cada vez mais competitivo, mostrando como o trabalho, além de enobrecer o homem, pode corrompê-lo ou mesmo destruí-lo. O Sucesso a Qualquer Preço foi lançado há 18 anos e parece estar mais atual do que nunca, abordando essas mesmas questões já com uma acidez e pessimismo bastante incômodos, discutindo a moralidade não só das empresas, mas de seus funcionários.

Não há exatamente um protagonista no filme, e sim um time de grandes atores e interpretações históricas. É uma festa para quem realmente gosta de um filme de personagens.


Onde encontrar: DON'T PANIC / CINE GRÁTIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário